prevencao_01prevencao_02prevencao_03

a) Prevenção em crianças

Ensinar seu filho a cuidar dos dentes desde pequeno é um investimento que trará benefícios para o resto da vida dele. Comece dando o exemplo: cuide bem dos seus próprios dentes. Isto mostra a ele que a saúde bucal é importante. Atitudes que tornam o cuidado com os dentes algo interessante e divertido (como, por exemplo, escovar os dentes junto com ele ou deixá-lo escolher sua própria escova) incentivam a boa higiene bucal.

Para ajudar seu filho a proteger seus dentes e gengiva e para ajudá-lo a reduzir o risco de cárie, ensine-o a seguir os seguintes passos:

  • Escovar pelo menos três vezes ao dia com um creme dental que contém flúor para remover a placa bacteriana (aquela película pegajosa que se forma sobre os dentes e que é a principal causa das cáries).
  • Usar fio dental diariamente para remover a placa que se aloja entre os dentes e abaixo da gengiva, evitando que ela endureça e se transforme em cálculo dental. Depois que o cálculo se forma, só o dentista pode removê-lo.
  • Adotar uma alimentação equilibrada, com pouco açúcar e amido. Estes alimentos produzem os ácidos da placa que causam cáries.
  • Ingerir alimentos com açúcar e amido durante as principais refeições e não entre as refeições (a saliva extra, produzida durante a refeição, evita que os resíduos alimentares se depositem nos dentes).
  • Usar produtos que contêm flúor (inclusive o creme dental). Certifique-se de que a água que suas crianças bebem contém flúor. Se a água não contiver flúor, seu dentista ou pediatra poderá prescrever suplementos diários de flúor.
  • Ir ao dentista para exames regulares.

b) Prevenção em adultos

Na odontologia temos meios para prevenir um problema mais grave. Se você não conseguiu prevenir uma cárie dentária, pode conseguir prevenir um tratamento de canal, restaurando o dente o quanto antes. Se não conseguiu prevenir um tratamento de canal em determinado dente, previna a sua extração, tratando do canal, e assim sucessivamente.

Quanto mais cedo você fizer essa prevenção, melhor para você, para o seu bolso, para os seus dentes, para a sua mastigação e para a sua estética. Prevenindo, você estará “cercando” muitos problemas desagradáveis que podem acometer seus dentes e sua boca no futuro.

A partir do exame semestral de estruturas da sua boca, o dentista terá condições de controlar quaisquer manifestações bucais que porventura possam prejudicá-lo. Uma cárie que apareça, ele a restaurará antes que venha a necessitar de um tratamento de canal; uma gengivite, ele tomará providências antes que se transforme numa periodontite; uma ferida na mucosa, ele tomará providências de curá-la, antes que evolua.